quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

15 verdades sobre o amor, autoimagem e a vida em geral

Uma vez, lendo um blog que eu adoro (Coisas de Diva), me deparei com esse texto traduzido... E achei o máximo! Acho que todo mundo deveria ler ou repassar, vai que alguém está naqueles dias "precisando de uma ajuda"? É lindo!


"15 verdades sobre o amor, autoimagem e a vida em geral:

1. Se estou infeliz, não é porque você está feliz. É simplesmente porque eu estou infeliz.
2. Às vezes, pessoas que supostamente ficariam ao seu lado para sempre vão embora. E está tudo bem.
3. Ninguém pode te fazer se sentir mal a respeito de você mesmo a não ser que você lhe dê essa permissão. Não dê.
4. Aprenda a gostar de ficar sozinho. Não é tão ruim.
5. Mesmo que você tenha vergonha do seu corpo, ele foi dado a você por alguém. Não odeie algo que foi dado a você sem que você precisasse se sacrificar por isso.
6. Você não deve sacrifícios a ninguém; o que você sacrifica na vida deve ser unicamente escolha sua.
7. Nunca tenha certeza absoluta da sua opinião: ouça o que os outros dizem, mas nunca altere o que você pensa completamente.
8. Tudo é temporário. Tristeza, felicidade, sorte, azar, beleza, feiura, riqueza, pobreza, um corpo magro, um corpo gordo, uma boa autoestima, uma má autoestima, um corte de cabelo ruim, um corte de cabelo bonito, seus sonhos, a vida. Só a morte é permanente e é a única coisa da qual podemos ter certeza. Não esqueça.
9. Sua vida pode mudar quando você quiser. Todo o resto são apenas desculpas. Encontre algo pelo qual você não dá desculpas. Essa é a sua paixão.
10. Às vezes vai parecer que você nunca consegue o que deseja e que todas as coisas boas vão para outras pessoas. Quando se sentir assim, confie em você mesmo, sempre. Algumas pessoas até podem te ajudar a se levantar quando você estiver caído, mas lembre-se que você pode cair de novo assim que elas se forem. E elas irão embora.
11. A sua opinião sobre alguém que você ama ou respeita pode mudar em um segundo. Esses sentimentos podem se transformar em indiferença tão rápido que vão te deixar tonto, mas é melhor assim. Aprenda a se desapegar. É assustador, mas não cortar laços que te ligam a algo inseguro é algo muito tóxico.
12. A tristeza é um sentimento que vai fazer de você uma pessoa mais bondosa. Não tenha medo de senti-la profundamente. A tristeza vai derreter o seu ego e às vezes pode ser a melhor coisa que pode te acontecer; mas não deixe que ela te afogue. Não deixe nunca que algo te afogue.
13. Ninguém importa tanto assim para você se sentir paralisado por sua perda. Deposite sua força em coisas nas quais você pode se apoiar quando estiver fraco ou quando alguém roubar algo de dentro de você.
14. Quando você entrar num lugar, olhe ao seu redor. Realmente olhe, com seus olhos, e não pelo visor da câmera. Não confine suas memórias num cartão SD, não tenha provas de toda e qualquer emoção que já sentiu. Se foi importante, você vai se lembrar mesmo se tiver amnésia.
15. Gentileza, na sua forma mais genuína, é o melhor presente que você pode dar para alguém, especialmente para um desconhecido. Gentileza é tudo na vida. Mas ser gentil não significa deixar que os outros passem por cima de você, significa deixá-los passar primeiro. Aprenda a diferença. É possível ser gentil sem ser tímido, quieto ou anulando sua própria opinião.

Em resumo, não importa muito como eu tente ‘enfeitar’ a mensagem, o que importa mesmo é o seguinte: você mesmo é o melhor que você tem. Sério. Ninguém se importa mais com você do que você mesmo. Todos podem te deixar, menos você mesmo. Todos podem te dar conselhos, mas a melhor opinião que você terá será a sua própria. E, observando o mundo e todos que eu conheço, posso garantir que até hoje não conheci ninguém que fosse insubstituível.

Você nunca vai conhecer alguém que será como outra pessoa. Mas isso não importa. Porque são apenas rostos, eles vão mudando, vão dizer as mesmas coisas e talvez vão embora. Mas VOCÊ nunca irá embora. Você sempre vai estar aí. Ninguém mais passou pelas mesmas coisas que você.

E, no fim das contas, são pouquíssimas as pessoas que me fariam mudar minhas opiniões, mudar quem eu sou. Mas francamente, se você fosse uma dessas pessoas, você não me pediria para mudar. A verdade é que eu também não sei muita coisa, mas isso aí é o que eu digo para mim mesmo – e acho que todos deviam pensar sobre isso também
.”


Até mais! Beijos!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Óleo de Rícino: Um aliado dos fios!

O óleo de rícino é o óleo extraído das sementes da mamona, aquele plantinha toda "espinhosa" e verde, bem comum no Brasil. Esse óleo é um antibactericida natural, rico em minerais, proteínas, vitamina E e ácidos graxos benéficos. A sua concentração elevada de ácido ricinoleico o torna benéfico para pele e cabelo. Então vamos para um resuminho do que ele é capaz? 


Benefícios do Óleo de Rícino para os Cabelos:
> Fortalece os fios
> Combate a queda de cabelo 
> Auxiliam no crescimento do fio
> Ativa a circulação do couro cabeludo
> Trata a pele seca ou coceira do couro cabeludo, diminuindo caspas.
> Hidrata e recupera profundamente os fios.
> Sela as cutículas da fibra capilar, proporcionando mais brilho.
> Encorpa os fios
> Controla a oleosidade

Muita gente pensa que se usar óleos na raiz do cabelo, ele ficará com aspecto pesado ou sujo, mas na verdade, os óleos 100% vegetais combatem a produção excessiva do óleo natural dos fios, deixado ele hidratado de forma saudável. Além do mais, ele estimula a circulação sanguínea quando é aplicado diretamente no couro cabeludo, fazendo com o que os fios cresçam mais rápido e mais fortes. 
Eu já usei algumas vezes, então posso dizer na prática como foi. O óleo de rícino é mais denso que o óleo de coco, que é o mais comum. Então, para conseguir uma penetração maior nos fios, eu recomendo misturar um pouquinho de óleo de coco e aí a aplicação fica muito mais fácil, além de nutrir bem os fios. Eu passo no couro cabeludo e no comprimento antes de dormir  e lavo os cabelos com shampoo de limpeza ao acordar. Não sei como seria a lavagem com shampoo hidratante, mas imagino que não retire todo o óleo, então recomendo passar quaquer shampoo adstringente. O cheiro do óleo de rícino não é muito bom, mas logo desaparece. Onde encontrar? Em farmácias e/ou lojas de produtos naturais. Resultado? Oleosidade controlada, maciez e muuuito brilho nos fios! Mas precisa ser usado, pelo menos, uma vez por semana, tá? 

Até mais! Beijos!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Eu li: Eu sou o Mensageiro - Marcus Suzak

Hoje vou indicar um livro que foi me indicado há um tempão atrás e só agora consegui ler. O livro chama-se "Eu sou o Mensageiro", de Marcus Suzak, o mesmo autor do best-seller "A menina que roubava livros". O livro foi lançado aqui no Brasil em 2007.


Sinopse: Seu emprego: taxista. Sua filiação: um pai morto pela birita e uma mãe amarga, ranzinza. Sua companhia constante: um cachorro fedorento e um punhado de amigos fracassados.Sua missão: algo de muito importante, com o potencial de mudar algumas vidas. Por quê? Determinado por quem? Isso nem ele sabe. O que se sabe é que Ed, um dia, teve a coragem de impedir uma assalto a banco. E que, um pouco depois disso, começou a receber cartas anônimas. O conteúdo: invariavelmente, uma carta de baralho, um ou mais endereços e...só.


Pela sinopse já para perceber que é uma mistura de mistério com ação, não é mesmo? E é! É daqueles livros bem envolventes. À partir da primeira carta, o leitor já quer saber qual será o futuro de cada carta que estará por vir. Só que os livros do Marcus Suzak não ficam só nas histórias, eles emocionam real/oficial o leitor, fazendo com que a gente se deixa levar por reflexões sobre a vida. Acho que o mais bacana desse livro é que dá para se identificar em algum momento (ou em todos) e pensar melhor no nosso potencial, pensar melhor se a nossa vida é mesmo "só isso" ou "é tudo isso"? E se cada um está onde está porque tem que ser assim e aprender uma lição com aquele momento? E se a gente reparar nos detalhes e agradecer por eles? E se a gente fosse melhor para o outro, e dessa forma, fossemos melhor pra nós mesmos? 


Esse livro é lindo e muito fácil de ler... bem leve, mas com aquele peso das palavras que nos faz pensar. Recomento muito!

Ate mais! Beijos!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Viajei!: Natal - RN

Feliz ano novooo! Obaaa! Que esse ano seja de muita luz para todos nós, né, não?

Para a primeira postagem do ano, nada melhor do que contar da minha viagem de réveillon para o Rio Grande do Norte! Passei alguns dias por lá com o namorado e vim aqui no blog para mostrar as fotinhos e o nosso roteiro. Vamos lá? (clique nas fotos para ampliar)


Nós ficamos hospedados na rede de hotéis Quality Suites, na praia de Ponta Negra. Nosso quarto tinha essa vista linda para a praia e para o cartão postal de natal, o Morro do Careca. O hotel era bem gostoso e a localização bem boa também. Para quem vai fazer todos os passeios do RN, Ponta Negra fica bem no centro do estado, a praia estava bem agitada e o mar não é muito calmo, mas a vista é linda! Lá ficam a maioria dos restaurantes, bares e points da cidade.


Chegamos em Natal por volta das 18h e fomos direto ao restaurante mais famoso de Natal, o Camarões. Gente, ele é realmente o melhor restaurante da cidade, disparado. Nosso prato tinha camarão à milanesa com castanha de caju, purê de macaxeira e arroz com brócolis. Tudo estava maravilhoso! Muito saboroso, mesmo. O atendimento é ótimo e o ambiente é mega agradável. Nós fomos em duas noites porque adoramos. O preço é bem justo (foi uma média de R$100,00 por prato, que serve de 2 à 4 pessoas) e a comida é farta. É ponto de parada em Natal, não pode deixar de ir. Ah, chegue cedo pois tem fila.


No dia seguinte acordamos cedinho para seguir rumo à Pipa, porém, o tempo estava bem fechado e começou a chover bastante no caminho, então voltamos e fizemos coisas por perto de Ponta Negra. Visitamos o Maior Cajueiro do Mundo, que é realmente muuuito grande. A entrada custa por volta de R$ 8,00 e aceitam carteirinha de estudante para a meia. Em frente ao Cajueiro, visitamos a praia de Pirangi do Norte, que tem uma vista bem linda (mas não é das mais limpas). Lá tem vários barzinhos na orla e oferecem passeio de barco para ver os golfinhos.


Almoçamos em Ponta Negra, no restaurante Mazzano, que ficava pertinho do hotel (álias, todos os restaurantes ficavam bem perto, 5 minutos de caminhada) que tinha essa vista linda para a praia e um ambiente super agradável e bem decorado. Lá também comemos camarão, mas ao molho branco com risoto, também com bastante fartura. A média de preço é o mesmo do Camarões, mas ainda assim elegemos o Camarões como o melhor, hehe. Durante a tarde, caminhamos pela orla da praia. Melhor ficar atento por lá, a praia é bem cheia e nós fomos abordados por muita gente para fazer passeios, insistentemente. 


Pela noite, a chuva passou, ficou um tempo bem fresquinho e fomos até o Casa de Taipa. Esse é um lugar bem diferente, que servem apenas tapiocas e de todos os sabores que dá para imaginar! O ambiente é bem gostoso, bem decorado. Nós sentamos em uma mesa que ficava no chão de areia, com clima muito praiano. Nosso pedido foi uma tapioca de salmão desfiado com cream cheese, que estava uma delícia, e de doce, uma tapioca de doce de leite artesanal com queijo coalho e coco que estava sensacional. Não é barato (média de R$25,00 por tapioca), mas vale muito a pena pelos sabores e ambiente.


Pela manhã do outro dia, seguimos rumo à praia de Maracajaú (fica por volta de 1h30 de Natal, sentido litoral norte) na intenção de fazer o mergulho nos parrachos. Porém, já estavam esgotados (chegamos umas 9h!). Aconselho reservar sempre antes e consultar a tabua de maré, pois se estiver alta, o passeio não será tão bem aproveitado. Então ficamos por lá mesmo a manhã inteira, a praia é gostosa, vazia e tem alguns restaurantes na orla. Também alguns clubes que oferecem os passeios de barco e mergulho. No caminho de volta, paramos na Fortaleza dos Reis Magos, uma edificação militar que fica em Natal. Um lugar bem bonito com vista para o mar e para a ponte Newton Navarro, outro cartão postal. No acesso a Fortaleza, vimos golfinhos nadando, muito fofinho. Não pagamos nada pela visita!


No final desse dia, fizemos o passeio pela Dunas de Genipabu. Gente, esse passeio é o tipo de passeio que não dá para deixar de fazer. O passeio é caro, mas vale muito a pena! Nós contratamos a Net Buggy (tudo feito via whatsapp!) e foram bem pontuais. O bugueiro nos pegou e nos deixou no hotel, muito simpático e educado. De lá, foi até as dunas móveis (fica por volta de 40 minutos de Ponta Negra). Lá, ele fez váarias manobras nas dunas! Foi muuito legal! No alto das dunas, fica um pessoal que tira foto das manobras e deixa disponível para a venda. Nós fomos depois das 16h e a maré já estava alta (não deu para voltar pela orla) e os dromedários já tinham ido embora, então fica a dica para quem quiser vê-los. Pelas dunas fixas, deu para acompanhar o pôr-do-sol, mesmo com o tempo nublado, e conhecer a praia de Genipabu


No terceiro dia, voltamos à praia de Maracajaú, agora com passeio já reservado. O mergulho com snorkel foi R$ 90,00 por pessoa. Há também a opção com cilindro, que acrescenta mais R$ 110,00 por pessoa. Um barco sai da orla bem cedinho e nos leva até os parrachos num trajeto de cerca de 20 minutos. É bem bonito, com grande variedade de peixinhos. Se o céu estiver aberto, a visibilidade melhora muito, e se a maré estiver baixa, dá para nadar com mais facilidade. O barco voltou para a orla por volta das 12h e almoçamos por lá mesmo.


No caminho de volta, Caio quis conhecer o Aquário Natal (que na verdade fica em Extremoz), e foi muito legal. Tem uma variedade bacana de animais, bem diferentes. Se for no dia que um dos tubarões estiver calmo, pode passar a mão nele! Mas nesse dia, ele estava estressado por falta de luz que houve no aquário e não pudemos. Poxaaa... mas todos os bichinhos são bem interessantes. A visita custou R$12,00 meia entrada, com um guia que ia nos explicando sobre cada animalzinho. A maioria deles são resgatados e levados para o aquário!


No nosso último dia no RN, fomos finalmente rumo ao litoral sul, para Pipa. Há! Para a locomoção, nós alugamos um carro pela locadora Unidas, que foi bem rápida e sem problemas. Pegamos o carro no aeroporto mesmo e devolvemos lá também, foi bem confortável. Para chegar em Pipa, levamos por volta de 1h30. O acesso à praia é fácil! A praia de Pipa é beeem bonita, com piscinas naturais, muita limpa, água quentinha... Ficamos na praia do Centro e, de lá, fomos a pé até a Baía dos Golfinhos (onde fica essa falésia enorme), praia do Madero (essa na foto de baixo) e praia do Amor. O Chapadão de Pipa fica pertinho do acesso às praias e tem uma vista maravilhosa da praia do Amor e o mar. Se a prioridade for descansar e curtir a praia, recomendo ficar em alguma pousada em Pipa mesmo e curtir praia por lá, porque é bem gostoso. O réveillon nós passamos no hotel em Ponta Negra!


E é isso! Essa foi a nossa viagem para Natal. Qualquer dúvida ou dicas, deixa nos comentários.

Até mais! Beijos!